Mr. Mercedes, de Stephen King - Livro 1 da trilogia Bill Hodges - Editora Suma de Letras

Mr. Mercedes, de Stephen King - Livro 1 da trilogia Bill HodgesMr. Mercedes, publicado pela Editora Suma de Letrasé um thriller escrito por Stephen King. Trata-se do primeiro volume da trilogia Bill Hodges. A história inicia com uma tragédia. Um maluco, dirigindo um Mercedes, joga o carro em cima de uma fila de pessoas desempregadas que haviam madrugado para participarem de um feira de empregos. Oito pessoas morrem, entre elas uma jovem mulher com o seu bebê, e muitos ficam feridos. Na sequência da narrativa, somos apresentados ao policial aposentado Bill Hodges, e não demora muito para percebermos que o ex detetive está sofrendo de depressão pós-aposentadoria. Passa os dias bebendo cerveja, assistindo a programas de TV de qualidade duvidosa e flertando com o revólver de seu pai, sua única companhia nos últimos tempos.

É em um desses dias de marasmo e apatia que Hodges recebe uma carta assinada pelo assassino do Mercedes. Este caso estava entre os que não haviam sido solucionados antes de o policial se aposentar. Na carta, o assassino sugere que Hodges cometa o suicídio, o que leva o policial aposentado a acreditar que estava sendo observado pelo bandido, que saberia da arma mantida sempre próxima, e do desejo de suicídio que vinha acompanhando o policial desde a aposentadoria. Bem, a verdade é que o assassino está muito próximo, e observa Hodges, já há algum tempo. O detetive só descobrirá quem é o assassino no final do livro, mas os leitores ficam sabendo logo no início que se trata de Brady Hartsfield, podendo acompanhar os dois lados, verificando os erros e os acertos de Hodges na caçada ao bandido. Sim, porque a carta do assassino teve efeito contrário ao esperado por Brady, e o ex detetive começa a investigá-lo. Para isso, contará com a ajuda de Janelle, irmã da mulher de quem Brady roubara o Mercedes para cometer o crime, além de Jerome, adolescente que corta a grama e conserta o computador do policial, além de outros "servicinhos para o vizinho". Mais adiante, Hodges contará, também, com a ajuda de Holly, prima de Janelle. 

E claro que o assassino já planeja atacar novamente. E desta vez, ele pretende que a tragédia tenha proporções bem maiores que a anterior. O alvo é um show para pré-adolescentes. Hodges e seus aliados precisam correr contra o tempo se quiserem impedir mais essa ação de Brady.  A narrativa é fantástica! Mr. Mercedes é um livro muito gostoso de se ler. O narrador em terceira pessoa nos mostra os dois lados, proporcionando-nos o conhecimento de tudo o que se passa, tanto com Hodges, quanto com Brady, sabemos a visão que os dois têm da situação durante todo o tempo. Em alguns momentos, experimentei uma certa angústia, por perceber que o detetive estava tomando um caminho errado, ou não dando atenção ao que deveria dar. Angústia que não diminuía quando ele estava no caminho certo, pois o tempo era escasso para deter o psicopata. Tudo isso fazia com que eu não conseguisse desgrudar do livro. Mal posso esperar para ler o volume 2 da trilogia Bill Hodges. O que posso dizer sobre Mr. Mercedes, de Stephen King é que a leitura vale muito a pena. Valeu cada hora de sono que perdi varando a madrugada para concluir a leitura. É uma obra completamente diferente das que li anteriormente do autor, o que me deixou receosa, com medo de me decepcionar, o que não aconteceu, pois o livro foi além das minhas expectativas, que não eram poucas. Enfim, se você gosta de uma boa trama policial, atire-se de cabeça! 

Mr. Mercedes, de Stephen King - Livro 1 da trilogia Bill Hodges

Para comprar: Saraiva | Cultura | Submarino